Escolha uma Página

Na noite desta terça-feira 08, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) se reuniu para julgar o recebimento de denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o senador José Agripino Maia (DEM) e a ex-governadora e prefeita de Mossoró Rosalba Cirarlini (PP).

O senador e a prefeita, são acusados de receberem R$ 1,15 milhão, por caixa 2 de um empresário e, para garantir a manutenção da empresa como prestadora de serviço, na contratação de inspeção veicular, na Operação Sinal Fechado.

Jose Agripino foi acusado de enviar documentos falsos à PGR.

[wp_bannerize group="thalitaads" categories="499,253,115,375,211,335,8,63,244,245,1075,350,3,527,24,1,65,54,572,7,503,78,10" random="1" limit="1"]

O relator, é o ministro Ricardo Lewandowski, que foi favorável ao recebimento da denúncia contra José Agripino por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e uso de documento falso. O ministro Gilmar Mendes pediu vistas ao processo, o julgamento deve ser retomado ainda este mês.