Albert Dickson apresenta Título de Cidadão Natalense para Bispo homofóbico e vereadores adiam votação

Escrito por Thalita em 20 março, 2013 na categoria RN com 4 comentários

A proposta do Título de Cidadão Natalense ao Bispo Robson Rodovalho indicado pelo vereador e presidente da CMN Albert Dickson, ta gerando polêmica desde que foi apresentado na sessão desta terça-feira 19.

Como divulgamos esta semana o clima na CMN, anda pesado além da insatisfação com o presidente agora os vereadores respondem com independência e baseados no regimento interno da casa. A proposta do presidente, causou tumulto, porque o Bispo Robson, é conhecido em todo Brasil por ser homofóbico, a insatisfação tomou conta da CMN.

Durante a sessão a vereadora Amanda Gurgel, reagiu afirmando que o Bispo é homofóbico. Na mesma hora o presidente rebateu dizendo que ele só era contra casamento homoafetivo.

Em seguida, o vereador Rafael Motta, Presidente da Comissão de Direitos Humanos da CMN, solicitou retirada do projeto para analisar o histórico do Bispo se não votaria contra. No discurso de Rafael, vários outros vereadores acompanharam o embalo e disseram o mesmo.

Albert Dickson rejeitou a retirada da proposta do Título, e Luiz Almir (PV) falou que: “Gay é igual a geladeira, em toda casa tem um, não to aqui para agradar o presidente Albert Dickson, já me esforcei para ele ser eleito, estou ficando triste com ele. Voto contra”

E, para complicar mais ainda a vida do presidente que argumentou a adiação do projeto devido a uma viagem, o vereador Rafael respondeu:

“Presidente (Albert Dickson), os trabalhos da CMN não podem fica suspensos devido as viagens do Senhor. Estamos em uma democracia e estou fazendo uso do meu direito regimental de votar com clareza”.

A votação ficou para esta quinta-feira 21 e pelo que alguns vereadores informaram a este blog votarão contra e se a proposta passar será com pouca diferença.

Histórico do Bispo Robson Rodocalho, do Blog paroutudo.com :

O bispo Robson Rodovalho, um dos maiores inimigos dos direitos LGBTs no DF, desistiu de ser candidato nas eleições de 2010. Ele disputaria uma cadeira na Câmara dos Deputados pelo PP. Em reunião com membros da igreja Sara Nossa Terra, na segunda-feira 30, ele prometeu apoiar o atual senador Adelmir Santana (DEM).

Eleito deputado federal em 2006 pelo então PFL, ele foi cassado do cargo na semana passada pelo TSE por infidelidade partidária. Rodovalho deixou a legenda no ano passado para fundar o Partido Socialista da República (PSR), mas como a nova sigla ainda não estava em pleno funcionamento, decidiu se filiar ao Partido Progressista (PP).


Thalita Moema – Se formando em Gestão Pública e cursando Direito. Atua na área de Plataformas Sociais e é blogueira.
Enviar e-mail